doenca-do-silicone-dr-renato-carvalho

Saiba mais sobre as doenças do silicone

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a intervenção cirúrgica para aumento dos seios é a mais procurada pelas brasileiras. Apesar de existiram algumas doenças relacionadas à prótese de silicone, vale lembrar que elas são raras.

Síndrome ASIA

A Síndrome ASIA vem do inglês Autoimmune Syndrome Induced by Adjuvants, ou Síndrome Autoimune Induzida por Adjuvantes. Muito tem se falado sobre ela e sobre as possíveis doenças causadas pelo implante mamário de silicone.

A doença é causada por elementos como hormônios, alumínio, silicone e alguns adjuvantes de vacinas que podem estimular os anticorpos de pacientes que são geneticamente propensas a ter doenças autoimunes. Nesta síndrome estão reunidos diversos sintomas causados por uma reação autoimune à prótese de mama.

Sintomas comuns

  • Dores musculares;
  • Mialgia;
  • Fraqueza muscular;
  • Artrite;
  • Fadiga crônica;
  • Distúrbios de sono;
  • Alterações cognitivas;
  • Problemas no sistema nervoso;
  • Perda de memória;
  • Febre;
  • Boca seca.

Doenças do silicone

Apesar da Síndrome ASIA ser a doença mais falada ultimamente, existem outras doenças relacionadas ao implante mamário de silicone como:

  • Linfoma Anaplásico de Células Grandes (ALCL ou BIA-ALCL): o linfoma anaplásico de grandes células associado ao implante mamário (BIA-ALCL) é um tipo raro de linfoma não-Hodgkin (também conhecido como câncer do sistema imunológico).
  • Contratura capsular: a formação de uma cápsula em torno do silicone é um processo natural do organismo, mas com o tempo pode causar sintomas de endurecimento da mama e dor, sendo necessário a remoção da prótese de mama e da cápsula.
  • Toxicidade: a prótese pode causar toxicidade diretamente no organismo, sendo um mecanismo não relacionado à reação autoimune. O tratamento também consiste no explante do silicone e da cápsula.
  • SIGBIC: A SIGBIC (granuloma induzido por silicone na cápsula) foi descoberta recentemente por um médico brasileiro e está associada aos implantes de silicone. A doença começa a se desenvolver bem próximo ao período de vencimento da prótese de silicone e os sintomas são: manchas na pele, dores articulares, colites, endurecimento das próteses, aumento das mamas e sinais inflamatórios no seio comprometido.

Gostou do artigo de hoje? Então continue acompanhando meu blog e me no Instagram para ficar por dentro das novidades sobre saúde e cirurgias plásticas.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp